quarta-feira, 4 de Março de 2009

PESSOAS ESPECIAIS

Você já se deu conta de quantas pessoas especiais fizeram parte de sua vida e daquelas que hoje ainda fazem parte e você nem sabe que são tão especiais?

Muitas pessoas especiais, certamente já passaram pela nossa vida e nem notamos, talvez, por serem mesmo

tão especiais.

Quantos mestres, quantos doutores e quantos colegas de universidade passaram pela nossa vida e deles nem nos lembramos mais! Talvez por serem mesmo muito especiais.



O véu do egoismo muitas vezes nos impede a visão

e o sentimento que poderia ou deveria estar em nosso coração, abrindo horizontes de amizades passadas, que, infelizmente, dão lugar a um orgulho pessoal e único,

turvando o conceito de especialidade.

Nesse aspecto somos egoístas por excelência.



Somos, às vezes, tão egoístas, que o conceito de especialidade só existe no laço familiar e dentro do lar,

isto também, com rara exceção.

As pessoas especiais para nós, são os pais, os filhos, os irmãos, o marido ou a esposa e na falta destes,

os namorados se os tivermos e os amigos mais chegados. Esquecemos até mesmo daquele vizinho que socorreu alguém muito especial para nós, na nossa ausência, fazendo tanto ou mais do que faríamos se estivéssemos presentes no ato da necessidade.



Muitas vezes lemos um belo texto, que nos apresentam, colorido de sentimentos, numa linda formatação, cujo texto vem exposto sem assinatura, ou simplesmente como de autoria desconhecida. Quem sabe esse autor desconhecido não nos seja tão especial quanto são aqueles que respeitaram sua autoria, ainda que desconhecida,

e quem sabe esse mesmo autor desconhecido não seja tão conhecido e esteja tão próximo de nós.



Tenho visto e lido textos de autor desconhecido, que para mim são muito especiais. Tenho que entender que só uma pessoa muito especial, deixaria um texto seu, sem sua própria autoria, para assim ser divulgado, e muitas vezes esse texto é aprópriado por outro, assinando e passando a ser seu, ou muitas vezes o texto sem autoria passa a incomodar muitos que o lê, chegando o incomodado a dizer que todo texto tem um autor, e eu concordo. Todo texto tem um autor, mas nenhum autor está obrigado a assinar sua obra, desde que esta não prejudique ninguém. Uma poesia ou uma reflexão por exemplo, que tanto bem faz a alma, a mente e ao coração, pode ser um texto do qual o autor não quis recompensa material, deixando de assiná-lo por uma mão, para que a outra também não saiba. Talvez, não possamos compreender o porquê de alguém escrever algo, muitas vezes tão belo, sem deixar ao menos um indício de suas digitais. Quem sabe, somente uma pessoa muito especial poderia entender no íntimo de seu coração e na grandeza de sua alma, o porquê daquela atitude.

Estes desconhecidos, mas verdadeiros autores, para mim, são pessoas realmente muito especiais.

Sem comentários: