sexta-feira, 13 de Junho de 2008

A SEMEADURA É LIVRE E A COLHEITA É OBRIGATÓRIA

O que leva o ser humano a errar sobre os mesmos atos, com freqüência, sabedor de que faz o que não deve?
Aprender deveria ser algo definitivo! Por exemplo, uma criança é educada para economizar energia, ao sair de casa apagar toas as lâmpadas, panelas no fogo, não deixar o forno aceso...
No entanto, na adolescência, volta a deixar todas as lâmpadas acesas, como se não lhe houvessem ensinado a economizar energia elétrica, por vários motivos: economia do bolso, bem para o Planeta!... Repreendido, o adolescente volta a errar!
Muitos diriam que a rebeldia é inerente à idade.
Porém se houve aprendizagem prévia, ela deveria estar fixada na memória de tal maneira que o erro fosse evitado.
Jesus disse: "A semeadura é livre e a colheita é obrigatória". Diante de tão profundos conhecimentos que o Mestre nos legou, aí está a humanidade tropeçando nas verdades, nos mesmos defeitos sucessivamente, perdendo até a noção da moral, da ética, da cidadania, do companheirismo, do respeito.
Na Gênese, que descreve o Paraíso, estão Adão e Eva, orientados sobre o pecado e mesmo sabendo que seriam punidos, erram. Também a psicologia afirma: uma das formas de corrigenda é o castigo.
Poderia escrever um ensaio sobre o assunto, fazer pesquisas mil, mas a somas das generalidades é a mesma: o homem convenientemente continua a cometer os mesmos erros, ou por prazer, ou por indisciplina, ou por desleixo, ou ainda falta de consciência.
Recorro à sabedoria do Mestre, mais uma vez: se Ele ensinou sempre dar a outra face, ficaremos sendo esbofeteados por milênios, por que demoramos e muito a nos modificar para melhor.

1 comentário:

MahaNagaHari Nam'Das disse...

Senhora...
Namaskar'.
Gostaria de saber, por favor, onde, exatamente, encontrar a fonte autoral e bibliográfica da assertiva "A semeadura é livre; a colheita, obrigatória"...

Namastê.
Obrigado.
Jay!

MahaNagaHari Nam’Das,
by Hanzanghanz’Áctica Cosmic Comuna.
A.U.M. Tat Sat-Cit-Ananda.