domingo, 14 de Dezembro de 2008

O Significado da Vida

Na grande mole humana, cada pessoa dá, à vida, um significado
especial.
Esta objetiva a aquisição da cultura; essa busca o destaque
social; aquela anela pela fortuna; estoutra demanda o patamar da
glória...
Uma quer a projeção pessoal; outra anseia pela construção de
uma família ditosa, cada qual empenhando-se mais afanosamente
para atingir o que estabelece como condição de meta essencial.
Tal planificação, que varia de indivíduo, termina por estimular
à luta, à competição insana, ao desespero.
Conseguido, porém, o que significou como ideal, ou reprograma
o destino ou tomba em frustração, descobrindo-se irrealizado
ou vítima de saturação do que haja conseguido sem plenificar-
se interiormente.


A vida, entretanto, possui um significado especial, que reside
no autodescobrimento do homem, que passa a valorizar o que é ou
não importante no seu peregrinar evolutivo.
Este desafio se torna individual, unindo, sem embargo, no futuro,
os seres numa única família, que entrelaça os ideais em
sintonia perfeita com a energia que emana de Deus e é o élan
vitalizador da vida.


Os meios da tua sobrevivência orgânica emulam-te para avançar
ao encontro da finalidade da existência.
O azeite sustenta a chama, porém a finalidade desta não é
crepitar, mas derramar luz e aquecer.


Enquanto não te empenhes, realmente, na busca da tua realidade
espiritual, seguirás inseguro, instável, sem plena satisfação.
Todas as aquisições que exaltam o ego, terminam por entediar.


A maneira mais eficiente para o cometimento do real significado
da vida, é a experiência do amor.


Amor que doa e liberta.


Amor que renuncia e faz feliz.


Amor que edifica, espalhando esperança e bênçãos.
Amor que sustenta vidas e favorece ideais de enobrecimento.
Amor que apazigua quem o sente e dulcifica aquele a quem
se doa.


O amor é conquista muito pessoal que necessita do combustível
da disciplina mental e da ternura do sentimento para expandirse.
O significado essencial da vida repousa, pois, no esforço que
cada criatura deve encetar para anular as paixões dissolventes,
colocando nos seus espaços emocionais o divino hálito, o amor
que se origina em Deus.

Sem comentários: