segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

Depressão

Eu não só vivo no meio de pessoas que combatem o fantasma da depressão, atravessei eu mesma esse caminho. Como falar do amargo se não provei dele? Não existem pessoas isentas às tempestades da vida e os que afirmam estar acima de tudo correm um grande risco.

Quando alguma coisa perturba nosso percurso natural da vida, ou o que projetamos, podemos cair nessa armadilha que é a depressão. Mas isso não é o fim de uma existência, apenas um árduo caminho, sobretudo de incompreensão da parte de quem nunca passou por isso. A vida é bela e de dez razões para estarmos tristes, existem cem outras para estarmos felizes, só que saber isso não é o bastante para ver o mundo de outra forma. Há pessoas que um dia descobrem que têm um câncer e isso abala toda a sua existência, o que é completamente natural. Isso todo mundo compreende, mas ninguém diz a elas simplesmente que a vida é bonita e que elas têm mil motivos outros de felicidade.

Ah, se todos soubessem o calvário que é a vida de um deprimido, existiria talvez mais compreensão e menos depressão, que é uma doença que necessita de cura e pede tempo, pede tratamento e muita paciência da parte dos que estão em volta.

Quando não podemos impedir que as lágrimas rolem pelo rosto dos nossos amigos, podemos secá-las. Às vezes a melhor maneira de entender uma pessoa é ficar do lado dela, é abrir os ouvidos do coração.

Eu atravessei o caminho da depressão e saí dele. Foi dura a subida, mas eu sabia que no Alto havia uma mão estendida e fixei meu olhar nela. E por isso digo a todos vocês (e se vocês soubessem o quanto são numerosos!!!) que existe saída, que quando não mais temos forças, Deus nos carrega. Nunca desistam, porque Deus não desistiu de nós, apesar de todas as nossas falhas.

Aprendi, com minha experiência, a olhar o mundo de outra maneira. Aprendi a olhar as pessoas de outra maneira e não considerar que seus problemas são menos graves que os que conheço. Apenas digo, afirmo e direi quantas vezes for necessário, que para toda porta de entrada existe uma porta de saída e que o mesmo Deus que está sobre mim, me livrou e me livra, está sobre cada um de vocês.

Ninguém deve sentir medo do julgamento das pessoas, nem das coisas que chegam ou estão por vir. A Mão de Deus está sempre estendida e, aconteça o que acontecer, ela está apontada na nossa direção.

Escrevi um pouco sobre a depressão hoje, porque sei que há muitos que precisam. Se traduzi bem o que dizia meu coração eu não sei, só sei que sei o que vivi e que consegui sair. E se minha experiência pode ajudar, que ela ajude.

http://www.leticiathompson.net/Lagrimas_da_depressao_LT.html

Agora que dezembro está chegando, estou abrindo as portas do site para o Natal. São páginas com textos já existentes, mas creio ainda que úteis e se Deus permitir, vou escrever outros. Há muito mais que ceias e presentes no Natal e penso que nos próximos textos falaremos um pouco sobre isso.

Obrigada a todos pela presença!

Que nosso maravilhoso Deus esteja abençoando cada um de vocês nesse dia, nos próximos e na eternidade para a qual nos prepara!

Um enorme e carinhoso abraço, cheio de amor!

Sem comentários: